quarta-feira, fevereiro 8, 2023
spot_img
InícioJuazeiroMorre paciente Vítima de descaso da Maternidade de Juazeiro 

Morre paciente Vítima de descaso da Maternidade de Juazeiro 

Sátiro de Castro Ferraz Neto, advogado da vítima, emitiu na tarde desta quinta-feira (01/12), uma nota de pesar comunicando a morte de Deliane Feitosa, paciente internada em Recife, transferida do Hospital Regional de Juazeiro-Ba, onde estava em internada por complicações pulmonares, vítima de “total descaso” do “Poder Público Municipal de Juazeiro da Bahia”.

Sátiro Ferraz, denotando revolta e disposição, afirma na nota “que a representou orgulhosamente e de forma aguerrida em vida, neste momento em diante, permanece no seu serviço profissional em prol de seus entes e família”. 

Relembre o caso 

Tudo começou no dia 10 de junho, quando Deliane procurou o Hospital Materno Infantil (HMI) após sofrer um aborto espontâneo.  

Dia 10 de junho, uma sexta-feira, com dores e sangramento, Deliane deu entrada no HMI.  Foi atendida, internada, avaliada e cedo, no dia 11 de junho, sábado, foi realizada a curetagem para retirada do material. 

Dez minutos após início do procedimento, a médica interrompeu porque mesmo após exaustiva curetagem ainda havia material.   Imediatamente pediu uma ultrassonografia (USG TV), para determinar as razões deste acumulo na cavidade abdominal. 

No dia 12, 7:00 horas a médica sai do plantão, não sem antes cobrar a realização da USG TV.  Deliane, sem comunicado ou consentimento da mãe, a 1:30 da madrugada do dia 13 é transferida para o Hospital Dom Malan em Petrolina, sem que a direção da Maternidade tenha realizado o exame solicitado. E aí começa o pesadelo que acaba nesse desfecho trágico. 

A integra da NOTA DE PESAR:  

Utiliza-se do presente meio para confirmar o óbito da Sra. DELIANE FEITOSA, na cidade de Recife (PE) onde estava em tratamento de complicações pulmonares, sendo transferida do Hospital Regional de Juazeiro/BA para a Capital Pernambucana para este fim.  

Este Advogado que a representou orgulhosamente e de forma aguerrida em vida, neste momento em diante, permanece no seu serviço profissional em prol de seus entes e família com o fito de assistir-lhes em seus direitos e garantias fundamentais. 

No ensejo, noticia-se que o Inquérito Policial de nº 31936/2022, está em sua fase final, tendo sido ouvidos familiares, amigos da família que acompanharam a situação, corpo médico, inclusive havendo diligência de Busca e Apreensão determinada judicialmente no Hospital Materno Infantil de Juazeiro/BA, ante a negativa deste em fornecer os Prontuários Médicos e documentação correlata para a investigação (Processo nº8007324-68.2022.8.05.0146 – 2º V. Criminal de Juazeiro/BA).Em seguida, tal investigação segue para o Ministério Público do Estado da Bahia para analise de judicialização de pleito criminal e tutela de direitos coletivos. 

Há notícia de que o CREMEB (Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia) instaurou Sindicância para coletar informações do corpo médico envolvido para processamento em sua seara própria. 

Por fim, reitera-se o total descaso em que o Poder Público Municipal de Juazeiro da Bahia conduziu a situação junto a família e a própria paciente, a qual hoje teve sua morte decretada, que, conforme se investiga e apura, perpassa desde a ausência de ações de assistência social básica indo até negativa de realização de exames necessários que poderiam evitar toda a via crucis que ora termina, sem embargos da inércia em contribuir voluntariamente com as investigações. 

Ao passo que lamenta profundamente, reafirma-se a busca incessante pela Justiça no presente caso, com a devida investigação e punição dos responsáveis, de forma a coibir novas tragédias familiares. 

Que Deus conforte a família da Sra. Deliane. 

Juazeiro (BA), 01.12.22 

SÁTIRO DE CASTRO FERRAZ NETO- OAB/PE 32.732 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -...

Most Popular

Recent Comments