sábado, outubro 1, 2022
spot_img
InícioAPLBAbertura Solene e saudação de convidados marca o início do 13º Congresso...

Abertura Solene e saudação de convidados marca o início do 13º Congresso Estadual da APLB-Sindicato

Foi dada a largada! Com a aprovação do regimento na tarde deste domingo (28), pudemos realizar no início da noite, a abertura solene do nosso 13° Congresso Estadual da APLB-Sindicato. E começou com música e muito talento com a apresentação da cantora Carla Lis com a banda Yayá Muxima. De 28 até 31 de agosto sob o tema “Em Defesa da Educação, da Ciência e da Democracia” a direção da APLB estará no Hotel Fiesta, em Salvador reunida com mais de mil delegados (as) debatendo e construindo bases sólidas para a entidade.

Após uma breve exposição da mestre de cerimônia, a jornalista Ruth Helena, sobre a luta do Sindicato, principalmente na pandemia, uma homenagem saudosa para a professora e diretora Clarice Pereira, que nos deixou vítima do Covid-19. Em sua fala a coordenadora-geral em exercício Marilene Betros destacou a firme posição do Sindicato em defesa da classe trabalhadora “É e sempre será uma bandeira da APLB-Sindicato. Defendemos a manutenção e ampliação dos direitos sociais, o efetivo direito ao trabalho, à saúde, à segurança, à livre escolha da profissão; o livre, inalienável e irrestrito direito de greve; a redução progressiva da jornada de trabalho; a universalização dos direitos sociais e dos serviços públicos; a remuneração digna e igualitária. A nossa bandeira de luta é por nenhum direito a menos, só direitos a mais!”, enfatizou.

A abertura contou ainda com a formação da mesa composta pela diretora Olivia Mendes e demais convidados, representantes de eixos importantes que prestigiaram o momento solene com saudações ao público presente. Além dos convidados, vale destacar a participação do professor Rui Oliveira, coordenador licenciado e candidato a deputado estadual. Rui enfatizou a história da APLB, o objetivo do Congresso e indicou uma moção para a greve dos trabalhadores em educação que acontece no município de Eunápolis.

Fizeram parte da mesa de abertura Manoel Calazans – sup.da Educação básica, Reginaldo Alves vice-presidente da CTB Bahia, Paulo Gabriel Nacif, presidente do Conselho Estadual de Educação, Berenice Darc Jacinto, secretária de Relações de Gênero da CNTE, a deputada estadual Alice Portugal, (PCdoB), Lidice da Mata, deputada federal (PSB), Victor Queirós, presidente da Associação Baiana de Estudantes Secundaristas-ABES, kleber Rosa, candidato a governador (PSOL), Valdir Assis da ASPROLF, Javier Alfaya, dirigente do Comitê Central do PCdoB, Claudemir Nonato (PIG), Girlene fe Jesus, coordenadora do Fórum de Pessoas Idosas.

 

Diante da atual conjuntura política do Brasil, é urgente que os movimentos sociais e sindicais atentem para a necessidade de repensar e criar novas estratégias de enfrentamento aos retrocessos em relação aos direitos da Classe Trabalhadora. É necessária a ampliação do debate sobre os ataques da direita e do capital contra o Estado Democrático de Direito e às Instituições públicas, bem como uma agenda de lutas para garantir a manutenção dos direitos conquistados ao longo da história.

 

Dentro do tema principal do Congresso Estadual, a APLB Sindicato discutirá, nesses quatro dias, subtemas, com palestrantes especialistas nas áreas, assim divididas:

● Política Geral e Educacional;

● Conjuntura Política: “ O Brasil e a retomada de projeto democrático, em defesa da Ciência e da Democracia.”;

● Mais Educação na Política;

● Política Educacional e Diversidade;

● Política, Organização Sindical e Planos de Lutas;

● Política Educacional: EJA, BNCC e DCRB;

● Política Educacional: Novo Ensino Médio e DCRB;

● Política e Organização Sindical: alterações estatutárias e Planos de Lutas;

● Eleições 2022;

● Piso, Carreira, Formação e Valorização.

Principalmente neste ano de eleições o debate se faz necessário  para a livre  troca de ideias e pensamentos que colaboram para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, onde o Estado Democrático de Direito de fato funcione, sem ser ameaçado e sem intervenções de pessoas ou grupos antidemocráticos e violentos, como assistimos diariamente.

Os profissionais em educação devem estar comprometidos em escolher candidatos (as) que tenham uma visão social e progressista, de esquerda.  Pois é condição fundamental para garantir uma nação democrática, que respeite e garanta o cumprimento dos direitos constitucionais.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -...

Most Popular

Recent Comments