sábado, outubro 1, 2022
spot_img
InícioNotíciaPetrolina (PE): Por causa das dificuldades estruturais, Hospital Veterinário da Univasf continua...

Petrolina (PE): Por causa das dificuldades estruturais, Hospital Veterinário da Univasf continua fechado para atendimento ao público

Desde a pandemia da Covid-19, professores e servidores do Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) de Petrolina (PE) têm trabalhado no limite para manter a unidade funcionando. Impactado pelos cortes orçamentários nas instituições de ensino superior do país, o Hospital enfrenta dificuldades para oferecer atendimento ao público externo que precisa cuidar dos animais.

O diretor do hospital, Alexandre Redson, explica que diferentemente do Hospital Universitário (HU), que faz parte da Rede Ebserh/MEC, a unidade veterinária não recebe dinheiro do Sistema Único de Saúde (SUS) ou da prefeitura. Assim, não dispõe de verba suficiente para custear as despesas e conseguir oferecer atendimento gratuito à população ao mesmo tempo.

“O único dinheiro que recebemos é o que vem do Fórum de Dirigentes de Hospitais Veterinários Universitários, entidade que reúne os dirigentes dos 42 hospitais veterinários das instituições federais de ensino superior do Brasil. Esse valor que vem não dá para custear um bimestre, um trimestre de aula porque é um valor que vai ter que comprar materiais de consumo, consertar equipamentos, fazer manutenção. Se você tem um valor pequeno e precisa custear tudo isso, o valor não dá nem pra três meses de aula”, explicou o diretor.

No momento, o hospital somente realiza atendimento voltado para animais em aula prática para os alunos do curso de Medicina Veterinária. Esses atendimentos são agendados conforme as necessidades das aulas. Alexandre esclarece que o Hospital Universitário não realiza serviços gratuitos, nem de emergências. Ele ainda destacou que há  expectativa para que em 2023, a unidade possa abrir os atendimentos para o público em geral.

“Até conseguirmos organizar toda estrutura predial, de equipamentos que têm muitos ainda que não conseguimos fazer a manutenção e compra de fármacos para utilizar no dia a dia. Isso tão breve consigamos restabelecer esses problemas pontuais que o hospital está passando, esperamos abrir o atendimento externo pois é o que mais a gente quer porque o hospital é um grande laboratório para os cursos de graduação e especializações”, disse.

RELATED ARTICLES
- Advertisment -...

Most Popular

Recent Comments