APLB em Juazeiro participa de manifestação dos trabalhadores em educação de Abaré pela luta do piso nacional do magistério 

0
102

Ascom-APLB 

Após grande manifestação realizada em Juazeiro a APLB Sindicato participou nesta terça-feira (15) de um ato semelhante na cidade de Abaré onde os trabalhadores em educação estão enfrentando a mesma resistência por parte do governo municipal em pagar integralmente os 33,24% referentes ao piso nacional do magistério.  

Com paralisação das atividades os profissionais da educação de Abaré com apoio da APLB Sindicato em Juazeiro realizaram uma caminhada pelas ruas da cidade com paradas em pontos estratégicos cobrando a garantia dos direitos dos trabalhadores para que seja pago o piso de forma correta.  

“Fomos até a cidade de Abaré a convite do núcleo da APLB na cidade, onde os trabalhadores em educação também estão travando uma luta com o executivo municipal pelo pagamento do piso do magistério de 33,24%. O prefeito de Abaré também não respeita a categoria e negou o direito do piso. A APLB convocou todos os trabalhadores e a diretoria da APLB sindical. Ficamos sabendo que a Secretaria de Educação chegou a ameaçar cortar o ponto do trabalhador que não fosse para sala de aula hoje, mas uma grande maioria resistiu e foi para as ruas reivindicar os direitos”, informou Gilmar Nery, diretor da APLB Sindicato em Juazeiro.  

Ele informou ainda que a caminhada dos trabalhadores em educação de Abaré fez paradas em frente às escolas, assim como da Secretaria de Educação sem que o secretário se manifestasse. A caminhada seguiu até a Prefeitura onde foi realizado um grande ato.  

“Por decisão da categoria, no último dia 10 de março, foi deliberada a paralisação de hoje para reivindicar, principalmente, a aplicação do piso nacional linear em todos os níveis uma vez que Abaré está pagando apenas o P1 e pagou apenas 18% do P2 e P3. Estamos também reivindicando o abono dos recursos de 2021 que não foram gastos e segundo palavras do próprio prefeito, ‘estão em uma conta’. Hoje tivemos boa adesão em que os trabalhadores em educação efetivos paralisaram suas atividades e foram às ruas reivindicar o piso e o abono, ressaltou o coordenador da APLB Sindicato em Abaré, Paulo Lima. Uma assembleia será realiza em Sobradinho nesta quarta-feira (16) na Colônia de Pescadores às 14h.  

O diretor da APLB Sindicato em Juazeiro, Gilmar Nery, assegura que a luta continua em Abaré e vai ser travada pela APLB e pelos trabalhadores em educação no sentido de conseguir também o piso nacional do magistério. “Fomos recebidos pela categoria e pelo coordenador da APLB em Abaré e reafirmamos o compromisso de continuarmos firmes em busca do entendimento para convencer esses prefeitos de que o piso é Lei e a educação precisa ser respeitada. É o caso de Juazeiro, de Sobradinho e Senhor do Bonfim que ainda não sinalizaram com o reajuste linear e integral do piso nacional do magistério”, finalizou.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.