Volta às aulas presenciais: Professores de Casa Nova continuam na resistência

0
165

Em Casa Nova os professores aderiram maciçamente a decisão da categoria através da APLB-sindicato. No dia 26/07/2021 compareceram apenas 2 alunos e nos dias subsequentes, nenhum aluno compareceu nas sala de aulas.

É importante destacar que este é um sinal de que a comunidade apoia a nossa luta em defesa da vida. Os professores continuam em trabalho remoto, como decidido na reunião ampliada do dia 16/07 e outras reuniões locais.

No dia 27/07 foi realizada uma reunião virtual com grande parte dos professores e estes reafirmaram a decisão e decidiram por pedir o apoio do Colegiado Escolar para que o mesmo elabore um documento explicando os problemas específicos que não permitem o retorno híbrido, como por exemplo a licitação do Transporte Escolar que ainda não foi concluída, a falta de Merenda Escolar, os prédios onde funcionam os 5 anexos do Colégio Estadual de Casa Nova que não foram reformados e adaptados. Ressalte-se que essa escola é composta de 3250 alunos divididos da seguinte forma: sede: 2253 , anexo da Lagoa do Alegre: 213, Luiz Viana:36, Ouricuri: 95, Bem-Bom 217, Pau-a-Pique: 221, 100 professores dividido entre sede e anexos e 72 funcionários.

A Escola Agnaldo Meira, localizada em Santana do Sobrado, também funcionando em 2 prédios do município sem reforma, composto por 450 alunos, 16 professores e 4 funcionários. Esta é uma realidade que exige atenção do Estado, já que não temos condições de cumprir com ensino híbrido neste momento.

Um outro problema que impede a transição para o híbrido é o fato de haver um grande número de necessidade de professores. No Colégio Estadual de Casa Nova há uma grande necessidade de professores, já que há turmas que chegar a faltar 6, 4,3, 2 professores mesmo sendo uma escola totalmente de Ensino Médio com diversos alunos inscritos no ENEM.

A categoria decidiu também, solicitar o apoio de outras entidades, bem como divulgar a situação para imprensa.

Esperamos que o Governo se sensibilize com a situação de educação e que dialogue com a nossa categoria buscando encontrar uma saída para os problemas.

Lutamos pela imunização completa de toda a categoria, infraestrutura, protocolos sanitários em todas as escolas, transporte escolar, e sobretudo respeito.Somos a favor da Vida, pois vidas importam.

Conteúdos se repõem, vidas não.APLB-Sindicato – Delegacia das Esmeraldas em defesa da vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.