NOTA DE REPÚDIO: sobre a fala da presidente do SINTRAB-SAÚDE Telma Marineide

0
223

NOTA DE REPÚDIO

Viemos por meio desta manifestar nosso mais profundo repudio a fala da presidente do SINTRAB-SAÚDE Telma Marineide que circula nas redes sociais desde ontem. Segue trechos da fala da referida presidenta:

“- Um agente comunitário de saúde não precisou estudar, não precisou se formar, não precisou nem sequer prestar concurso para ser agente comunitário de saúde.

Não tem a mesma responsabilidade que um técnico de enfermagem tem no exercício da sua função.

Se foi dado reajuste para essa categoria, terá que ser dado a todos os servidores.

O salário de um técnico em enfermagem não pode ficar menor que o salário de um agente de saúde.

Agente comunitário de saúde não é servidor concursado, é servidor efetivado em 2006.“

Ouça

Áudio de Telma Marineide

Esclarecimentos:

No ano de 2008, foi realizado o ultimo processo seletivo para contratação de ACS e ACEs dentro do município de Juazeiro, os aprovados foram contratados em regime jurídico estatutário conforme consta no edital. A Presidenta do SINTRAB se equivoca e menospreza a tantos Agentes que possuem nível superior, mestrado e até doutorado. Ser Agente de Saúde não é desqualificação, muito pelo contrario!

Sobre as nossas responsabilidades, esclarecemos que somos guiados por uma cartilha de atribuições, que nos torna o elo entre a comunidade e a unidade de saúde.

A Lei Federal nº 13.708, de 14 de agosto de 2018, estabelece a implementação do nosso piso salarial.

Nosso piso salarial foi conquistado com muita luta e insistência, uma luta conjunta com sindicatos e profissionais que diuturnamente batalharam por essa vitória.

A lei A Lei nº 10.507 definiu a profissão do ACS bem como nossas atribuições.

Nós Agentes Comunitários de Saúde entendemos que não é o cargo, escolaridade ou mesmo posição em representações que nos definem, o que nos define é o nosso caráter e respeito ao próximo.

Tratamos com igual importância o Auxiliar de serviços gerais e o médico, pois entendemos que cada um dentro do exercício do seu trabalho é o que faz a engrenagem da Unidade de Saúde funcionar.

Hoje temos colegas com 3º grau de escolaridade, bem como colegas com nível médio ou mesmo fundamental, e viemos informar a cara colega que não carregamos medalhas de escolaridade ou de estrelismo, mas sim de dignidade e cumprimento do nosso dever.

Diante da pandemia que nos assola, estamos diariamente casa em casa, sol a sol levando não apenas esclarecimento à comunidade, mas conforto e humanidade.

Deixamos aqui todo o nosso respeito e gratidão a classe de Técnicos em Enfermagem que junto conosco e outros profissionais formam a UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE. Sabemos que este infeliz pensamento e fala da presidenta do SINTRAB não corresponde ao pensamento de muitos dos seus associados.

Por fim, convidamos a Senhora Telma a consultar as leis referidas nesse texto, bem como consultar o diário oficial do município para constatar a data da última seleção publica para ACS e ACE’s.

Ressaltamos que o SINTRAB possui na sua vice presidência um Agente Comunitário de Saúde, cujo colega como nós também foi desrespeitado pela fala da presidenta, nos solidarizamos com ele.

E quanto ao nosso piso salarial, aconselhamos a colega a abrir reclamação junto ao Governo Federal, pois nossa conquista se deu na esfera federal e não municipal.

Nos colocamos à disposição para esclarecer qualquer dúvida e deixamos aqui nosso mais profundo sentimento por ainda haver lideres com pensamento tão pequeno ao ponto de acreditar que só se consegue subir desmerecendo, desqualificando ou falando inverdades sobre uma classe que difere da sua.

Sergio Ricardo – Diretor financeiro do SINTASE

Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here