O presidente “primus inter pares”

0
77

Roberto Malvezzi (Gogó)

Um presidente que reúne os piores índices de governo de todos os tempos, realmente ele é um “primus inter pares”, como disse de si mesmo. Vamos citar apenas alguns exemplos:

Pandemia: mais de 4 milhões de contaminados no Brasil, cerca de 130 mil óbitos. Pior só os Estados Unidos, talvez sejamos superados pela Índia em números absolutos. Um genocídio.

Economia: a riqueza total brasileira recuou para os patamares de 2009, isto é, com dois anos de Temer e dois do atual presidente, a economia brasileira recuou 11 anos.

Dívida Pública: verdadeiro ralo da economia nacional, chegou a R$ 6,2 trilhões, cerca 85% de toda riqueza nacional. Não há quem sustente essa chupa-cabra.

Desemprego: mais de 50% dos brasileiros em idade de trabalho estão desempregados ou subempregados. Com Lula o desemprego chegou a 4%, com Dilma a 7%, com Temer a 12%, com o atual a 13,7% nesse Setembro de 2020.

Empresas: 700 mil fecharam as portas, a maioria de pequeno porte. Mas, é bom lembrar que a Lava-Jato já dera um golpe mortal em empresas como a Odebrecht e OAS, sem falar na entrega da EMBRAER e da PETROBRÁS.

Dólar: Hoje a câmbio de R$ 5,30, encareceu todos os produtos eletrônicos importados. É bom lembrar que celular e computador hoje em dia não são luxos, mas instrumentos de trabalho praticamente de todos os brasileiros, inclusive dos uberizados.

Gasolina: Sempre próxima de R$ 5,00 ao litro. O Brasil refinava sua gasolina e seu diesel, agora importa dos Estados Unidos.

Arroz: Chega a R$ 8,00 um kg de arroz, sobe o material de construção, inflação na cesta básica. Certos jornalistas dizem que isso “não é inflação”. Não é para quem?

Amazônia: piores índices de queimadas na Amazônia e Pantanal, resultado do incentivo ao desmatamento, à mineração e o desprezo pelos biomas brasileiros. Na Amazônia voltamos aos índices de desmatamento de 2004, no Pantanal queimadas aumentaram 240%.

Índios: verdadeira dizimação, voltando aos tempos de Borba Gato, Domingos Jorge Velho, outros bandeirantes e coronéis. Mais de 700 óbitos.

Hipocrisia moral: pastores presos, pastoras envolvidas em assassinato, padre envolvido em desvio de dinheiro, pastor com seus “guardiões” contra a imprensa, rachadinha por todo lado, cheques, micheques, milicianos, favorecimento escancarado de mordomias para generais, juízes e parlamentares, enfim, um festival de gente hipócrita abanando o rabo. Em comum, todos são todos homens e mulheres de bem, defensores da família, devotos da família do homem no poder. 

Enfim, o fracasso desse governo é exatamente onde dizia que iria acertar: economia encolheu, desemprego aumentou, vidas foram ceifadas e, sobretudo, sobretudo, sobretudo, honestidade moral não passa de uma enorme hipocrisia. Entretanto, ele é apenas o ventríloquo de todos os interesses nacionais e internacionais que o sustentam. Nosso fracasso é o sucesso dele. ´

Está na hora de relembrar o slogan bíblico desse presidente: “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (João 8,32).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here