Lula tem 48%, Bolsonaro, 22%, Moro, 9%, e Ciro, 7%; Jair perderia dos três num 2º turno, mostra o Datafolha

0
176

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se mantém à frente na corrida presidencial para 2022, neste momento, em relação ao titular do Planalto, Jair Bolsonaro (PL), que vem em segundo lugar: é o que revela pesquisa Datafolha veiculada, nesta quinta-feira (16), pelo jornal Folha de S.Paulo.

A pré-candidatura do ex-juiz Sergio Moro (Podemos) ao Planalto é a única novidade, até o momento, pois o ex-juiz é um neófito na política, em particular, em disputa eleitoral. Ele confronta com o chefe do Poder Executivo e “rouba-lhe” eleitores desgarrados do bolsonarismo. Tem chances de crescer, pois pode enfeixar o eleitorado “nem-nem” — nem Lula, nem Bolsonaro.

CENÁRIOS

No cenário A, a pesquisa revela que Lula tem 48%, ante 22% de Bolsonaro, 9% de Moro, 7% de Ciro Gomes (PDT) e 4% do governador tucano, João Doria. Votarão, respectivamente, nulo, branco ou ninguém, 8%, e 2% não sabem.

Noutra hipótese, ou cenário B, não há diferença: Lula segue em larga vantagem com 47%, Bolsonaro, 21%, Moro e Ciro, as mesmas intenções do A. Doria oscila para 3%.

A pesquisa traz novos nomes, como os senadores Simone Tebet (MDB) e Rodrigo Pacheco (PSD) com 1%, e o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que não pontuou.

Em um eventual segundo turno nas eleições de 2022, Lula (PT) tem 59% das intenções de voto, contra 30% de Bolsonaro.

Bolsonaro perde de todos os adversários. Além de Lula, Ciro o bateria por 53% a 32% e Doria, por 46% a 34%, números semelhantes aos da rodada anterior. Nesses dois embates, a taxa de branco/nulo seria de 14% e 19%, respectivamente, e os mesmos 1% de “não sei”.

Sérgio Moro também levaria a melhor por 48% a 30% sobre Bolsonaro, com uma taxa de 21% de nulos e brancos, além do 1% que diz não saber.

LULA CRESCE E BOLSONARO CAI

Lula, segundo a pesquisa, ensaia aproximação dos 50% de intenções de voto e Bolsonaro oscila negativamente. Isso fica mais claro na pesquisa espontânea, que é comparável ao longo dos levantamentos.

Em setembro, o petista tinha 27% e agora, subiu a 32%. O presidente oscila na margem de erro, de 20% para 18%. Moro surge com 2%. Nesta, quando o eleitor não é apresentado aos nomes à disposição, salta aos olhos os 36% que dizem não saber em quem vão votar.

PERFIL SOCIOECONÔMICO

Em termos de perfil de eleitorado, poucas mudanças ante pesquisas anteriores. Lula segue com melhor desempenho entre os mais jovens (54% no cenário A, 53% no B), menos escolarizados (56% em A e B) e mais pobres (56% e 55%, respectivamente).

Este último dado é particularmente importante: 51% da amostra do Datafolha é de pessoas que ganham até 2 salários mínimos.

Nesse corte macro, Bolsonaro tem avaliação homogênea, exceto entre os mais ricos, chegando a 32% e 34% entre quem ganha de 5 a 10 salários mínimos e acima de 10, respectivamente. Moro, por sua vez, estreia com perfil semelhante, só se destacando nesses 2 mesmos nichos, com 15% e 17%.

REGIÕES DO BRASIL

A clivagem regional mostra o usual. Lula dispara no Nordeste, com 61% no cenário A e 63%, no B. A região responde por 26% do eleitorado, ficando apenas atrás do Sudeste (44%).

Bolsonaro segue com melhor desempenho nos bastiões no Sul (15% do eleitorado), com 27% de intenção de voto no cenário A e 25%, no B, e no Norte/Centro Oeste (16% da amostra), com 26% no A e 25%, no B.

Moro melhora um pouco no Sudeste e no Sul, em torno de 12%-13%, mas está no patamar de Doria no Nordeste, com 3% nos 2 cenários. Ciro, apesar de identificado com a região por ser cearense, atrai votos de forma homogênea.

Doria, apesar de paulista, recebe 6% de intenções na região dele e 8%, no Estado que governa (cenário A).

RELIGIÃO

Neste quesito, a aprovação do nome do evangélico André Mendonça para compor a corte do Supremo Tribunal Federal não parece ter impactado a intenção de voto de Bolsonaro, que tem ainda reduto no grupo, responsável por 25% da amostra populacional da pesquisa.

Todavia, Lula também lidera sobre Bolsonaro nesse grupo, embora com vantagem menor (39% a 33% no cenário A e 38% a 31%, no B).

DADOS DA AFERIÇÃO

A pesquisa do Datafolha foi realizada entre 13 e 16 de dezembro com 3.666 pessoas com mais de 16 anos, presencialmente em 191 cidades do país. A margem de erro é de 2 pontos para mais ou menos.

Foram feitas duas simulações, uma fechando o leque de candidatos e outra, o expandindo aos nomes até aqui colocados. Nessas, a vantagem de Lula sobre os rivais é suficiente para garantir a vitória do petista já no primeiro turno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.