Sudesb lidera movimento em socorro ao esporte

0
613

A bandeira defende aprovação, pela Câmara Federal, do Projeto de Lei 2824, com medidas de apoio ao segmento


Uma grande mobilização nacional pela aprovação do Projeto de Lei 2824, que prevê ações emergenciais de apoio ao segmento esportivo, está sendo deflagrada esta semana em todo o país sob a liderança da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte.

Em tramitação na Câmara Federal, a proposta é de autoria do deputado Felipe Carreras (PSB/PE) e está sendo considerada como imprescindível para minimizar o impacto sofrido por toda a cadeia da economia do esporte, bastante castigada desde o início das restrições de distanciamento social impostas pela pandemia do coronavírus.  Com essa proposta, o segmento esportivo quer seguir o mesmo caminho trilhado pela área artística, também mobilizada por aprovação de proposta legislativa em tramitação na Câmara dos Deputados.

Além de coletar assinaturas para o Manifesto em Defesa do Esporte, dirigido ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pedindo urgência na aprovação do PL 2824, a campanha conta com peças gráficas para publicação em redes sociais, assim como um card estimulando atletas e dirigentes esportivos a gravarem vídeos em defesa da medida.

“Por atuar diretamente com esse público, estamos sentindo de perto toda a dificuldade pela qual está passando atletas e profissionais que vivem da atividade esportiva, cujo primeiro impacto foi a suspensão, ainda em março, de todo o calendário de provas e eventos. Por isso, como gestores do esporte, entendo que é necessário encamparmos e apoiarmos iniciativas que possam vir a dar um pouco de alívio a milhares de brasileiros e brasileiras que vivem do esporte”, observa Vicente Neto, diretor geral da Sudesb.

Dentre as muitas ações, o PL 2824 prevê complementação de um salário mínimo para os informais do setor (limitado à renda de dois salários) e que durante a pandemia não seja cortada água, energia e serviços de telecomunicações das empresas que atuam no setor.

Veja íntegra do Manifesto em defesa do esporte

O esporte tem pressa

A pandemia do COVID 19 trouxe dor e sofrimento à humanidade. Além disso, vários segmentos foram atingidos pelo necessário distanciamento social.

A prática esportiva, seguramente, está entre aqueles setores com maior impacto por razões óbvias. Logo, toda a cadeia da economia do esporte, responsável no Brasil por quase 2% do PIB, é duramente afetada.

São milhares de pessoas sem renda e sem perspectiva. Profissionais de educação física, atletas, técnicos, preparadores físicos, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, massagistas, árbitros, dentre outros, precisam do inestimável apoio nesse momento difícil. Por isso, agora é a vez do esporte.

Apoiamos a iniciativa do deputado Felipe Carreras, autor do Projeto de Lei 2824/2020, que prevê, dentre outras, as seguintes ações emergenciais:

✔ Complementação de um salário mínimo para os informais do setor (limitado à renda de dois salários).

✔Durante a pandemia não poderá ser cortada água, energia e serviços de telecomunicações das empresas que atuam no setor;

✔ Prorroga por um ano a aplicação, realização e prestação de contas de projetos da lei de incentivo e permite que os impostos possam ser pagos em 12 meses.

Por isso, os signatários deste manifesto, dirigem-se ao presidente da Câmara dos Deputados para pedir que coloque na pauta de votação o PL 2824/2020 com a urgência que o tema requer.

Grave seu vídeo de apoio. Assine o manifesto no link abaixo. E marque também os perfis seguintes nas suas redes sociais. Use as hashtags #PL2824 e #OesporteTemPressa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here