Sindicatos pressionam parlamentares no aeroporto de Brasília para votarem contra a Reforma da Previdência

0
416

Nesta terça-feira (2), diversos sindicatos que lutam pela aposentadoria do povo brasileiro se mobilizaram no aeroporto de Brasília para pressionar os parlamentares a votarem contra a PEC 6/2019 – que trata da Reforma da Previdência. A CNTE esteve presente neste ato e vem pressionando parlamentares para que façam uma outra reforma, que seja justa com os trabalhadores, e por isso pede mais tempo para o debate público e conscientização da população sobre seus direitos conquistados.

O presidente da CNTE, Heleno Araújo, avalia que os professores estão entre os mais atingidos com a proposta do governo Bolsonaro, principalmente as professoras, que compõem 80% da categoria do magistério de nível básico no país. “A aposentadoria especial do magistério praticamente acaba com a reforma, sobretudo para as professoras, tendo que contribuir por dez anos a mais no regime celetista e 5 anos extras nos regimes próprios”. O presidente da CNTE também frisou o debate da aposentadoria especial sob outras problemáticas que incidem gravemente na vida profissional dos educadores, além do baixo salário, como a saúde dos trabalhadores: “A aposentadoria especial é uma questão de justiça e está longe de caracterizar-se um privilégio”. Acesse o Jornal Mural da CNTE em defesa da aposentadoria.

Ontem a tarde foi feita a leitura do relatório complementar na comissão especial da Câmara dos Deputados e a expectativa do governo é de votar o parecer hoje (3) para começar a discussão no Plenário na segunda semana de julho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here