Prisão de ex-secretário eleva cerco do MP e da PF a Alckmin a novo patamar

0
44

A prisão do ex-secretário de Transportes de Geraldo Alckmin, Laurence Lourenço, elevou a outro patamar a pressão exercida pelo Ministério Público e pela PF sobre o tucano, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. O alvo era homem de confiança de Saulo de Castro, braço direito do ex-governador.

Laurence trabalhou na Kroll, agência de inteligência já citada em escândalos de monitoramento ilegal. Por isso, diversos secretários de Alckmin se sentiam desconfortáveis em falar com ele. Havia temor de grampos.

Laurence e os outros 14 alvos da PF foram presos temporariamente para “colheita de provas” e “apuração mais ampla”. Quem entende do riscado diz que esse era o argumento clássico para coercitivas -proibidas pelo STF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here