Nota Publica do Avante S21: Agrupamento do PT de Juazeiro

0
903

 

NOTA PÚBLICA DO AVANTE S21

O Brasil ainda vivia sob a ditadura militar quando o Partido dos Trabalhadores (PT) foi fundado. Em 10 de fevereiro de 1980, no Colégio Sion (SP), o PT surgiu com a necessidade de promover mudanças na vida de trabalhadores(a) da cidade e do campo, militantes de esquerda, intelectuais e artistas.

Foi em um contexto político, econômico e social marcado por intensas mobilizações que o líder sindical, e principal fundador do PT, Luiz Inácio Lula da Silva tornou-se um dos protagonistas da história de luta contra as injustiças existentes no País. E a primeira conquista veio com o reconhecimento oficial do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral do PT como um partido político brasileiro, em 11 de fevereiro de 1982.

Desde então, o Partido vem disputando eleições e busca legitimar e consolidar a sua representatividade no Poder Executivo e nos parlamentos. Resultado desse empenho é a vitória nos pleitos para Presidente da República de 2002, 2006, 2010 e 2014. Eleitos democraticamente, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff criaram políticas públicas para combater a miséria e oferecer oportunidades para o povo brasileiro. Hoje, mais de 22 milhões de cidadãos superaram a extrema pobreza.

As correntes internas, oficialmente denominadas tendências sempre estiveram presentes na história do Partido desde o começo da sua fundação nos finais da década de 70 com a culminância de muitos agrupamentos trotskistas que resistiram durante os vinte anos de ditadura militar em nosso País culminando coma a criação do partido. O partido seguiu assim, deste sua fundação, uma tradição democrática.

No dia 27 de fevereiro de 2016 dissidentes do Movimento PT, Construindo um Novo Brasil, Brasil Socialista, Democracia Socialista e o Grupo Política Solidária criaram uma nova corrente petista denominada Avante S21, isso em nível nacional, estadual e municipal na cidade de Juazeiro/BA. Essa nova tendência partidária, nos últimos dias, aprovou o apoio às pré-candidaturas a prefeito do ministro da Cultura Juca Ferreira em Salvador, do deputado Luiz Caetano em Camaçari, e do ex-deputado Amauri Teixeira em Jacobina.

O primeiro seminário estadual da Avante S21 na Bahia também aprovou os nomes de Doutor Osvaldo como pré-candidato à prefeitura de Jaguaquara, da professora Angélica em Juazeiro, do professor Valdecir em Santa Maria da Vitória, Geraldo Simões em Itabuna, além da reeleição de Edson Silva em Jitaúna. Todas essas pré-candidaturas são frutos de debates democráticos da tendência e fazem parte de uma estratégia que tem como finalidade fortalecer o PT em grandes cidades na Bahia, e garantir assim a manutenção de políticas sociais com intensificação da participação popular.

No último Sábado passado, 11 de junho, o agrupamento Avante da cidade de Juazeiro-BA, reunidos em assembleia (como deve ser a postura democrática adotada pelo PT) seguindo a estratégia de fortalecimento partidário, referendou o nome da companheira Prof. Ana Angélica como Pré- candidata a Prefeita de juazeiro-Ba. No entanto, isso não significou romper com o projeto que trouxe desenvolvimento para Juazeiro, liderado pelo PCdoB, e sim apresentar mais um quadro para avaliação da base aliada do governo municipal na escolha de seu/sua candidato/a majoritário na disputa eleitoral. A politica de aliança com o PCdoB se faz muito importante para o PT, importância essa reafirmada em todas as falas que compuseram a mesa da assembleia realizada pelo Avante.

O nome da companheira Angélica (ex. superintendente da CODEVASF, com vasta experiência na gestão pública) faz parte dos quadros de uma das siglas que mudou a história de nosso País, o PT. Partido esse que dentro das suas bandeiras de luta defendeu as políticas públicas de mulheres, e com isso o reconhecimento do papel fundamental do Estado no combate ás desigualdades social e de gênero. O Avante acredita que se faz cada vez mais urgente o papel das mulheres no protagonismo na politica, nesse sentido sinaliza a possibilidade de uma mulher para prefeitura da cidade de Juazeiro, sem que isso represente a ruptura de alianças tão preciosas com os partidos esquerda, especialmente com o PCdoB.

Queremos finalmente ressaltar que, dentro do regulamento de prévias e encontros elaborado pela comissão executiva nacional em 03 de março de 2016, no seu artigo 2º define que o diretório municipal, na inscrição de candidato a prefeito ou a prefeita, faça sua escolha por meio de prévia eleitoral ou de encontro municipal, assim não cabe à executiva municipal deliberar se terá ou não candidato.

O regulamento interno do partido, definido pelas diversas instâncias partidária deve ser resguardado não sendo cabível a atitude autoritária de qualquer dirigente partidário, em especial seu presidente. Ainda ressaltamos o caráter legítimo do encontro de pré- candidatura realizado pelo Avante e que apontou o nome da companheira Ana Angélica como nome a ser avaliado por todo o partido.

Ass. Junior Barbosa, membro da Coordenação do Avante S21 municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here