Wladimir Putin encerra livre comércio com a Ucrânia

0
539
Wladimir Putin - Presidente da Rússia Foto: reprodução.

A Ucrânia fechou novo acordo comercial com a União Europeia, mas em contrapartida teve as portas fechadas com a Rússia.

Por Eliene do Valle- Direto da Alemanha.

Kiev - Capital da Ucrânia
Kiev – Capital da Ucrânia

A Ucrânia já começará o ano de 2016 com um pequeno problema no que diz respeito á zona de comércio livre com um vizinho poderoso. A Rússia anunciou hoje (16) em Decreto oficial assinado pelo presidente Wladimir Putin, que a partir de 1 de Janeiro de 2016 fechará sua zona de comércio livre com a Ucrânia. Na mesma data, estará entrando em vigor o novo acordo comercial fechado entre Kiev e a União Européia.

O Governo Russo adiantou que, a decisão de acabar com a zona de comércio livre com a Ucrânia, foi um passo dado para proteger os interesses econômicos do País. De acordo com o Decreto, a aproximação de Kiev com Bruxelas, pode causar desvantagens para a Rússia, posto que produtos importados pela União Europeia poderiam entrar no mercado russo, livre de impostos.

Esse novo impasse entre a Rússia e a Ucrânia não surpreendeu os membros da Comissão Europeia. O novo acordo comercial com Kiev, entraria em vigor em Novembro de 2014, mas teve que ser adiado devido á sanções contrárias impostas pelo Governo Russo.

O presidente da Ucrânia, Petro Poroschenko, se mostrou tranquilo na noite de hoje, em encontro com representantes do alto escalão da União Europeia em Bruxelas. “Nós estamos cientes que nossa decisão trará consequências negativas para a economia de nosso País. Mas nós estamos preparados a pagar esse preço por nossa liberdade e por nossa decisão em participar da Europa”- citou Poroschenko.

A União Européia através do presidente de sua Comissão, Jean- Claude Juncker, garantiu total apoio ao presidente Ucrâniano. “Se a Ucrânia decidir ficar nesse novo caminho de reformas, a Comissão caminhará lado-a-lado. Nós iremos continuar apoiando este país, de maneira que o mesmo consiga cumprir com suas obrigações internacionais”- salientou Juncker.

O Decreto atual cancela o então acordo comercial assinado pela Rússia e Ucrânia datado de Outubro de 2011. Desde que a Rússia se apoderou da Ilha de Krim e participou na guerra no leste da Ucrânia, o comércio entre os dois países sofreu uma queda drástica nos primeiros dez meses de 2015. A União Europeia continuará tendo um papel considerável para o mercado da Ucrânia, mas era a Rússia, o parceiro mais importante no ramo de exportações, á frente  da Turquia, China e Egito.

Um novo encontro entre os Ministros da Rússia e da Ucrânia para discutir sobre o assunto da zona de comercio livre,  está sendo esperado para o próximo dia 21 de Dezembro, em Bruxelas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here