Tragédia em Petrolina. Uma menina de sete anos é encontrada morta dentro de uma escola particular

0
1287

O crime ocorreu por volta das 22h30 desta quinta-feira (10), durante uma festa de formatura do colégio. A vítima estudava na escola e o pai dela, que é professor de Inglês, trabalha na mesma instituição, o colégio Maria Auxiliadora.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), Beatriz Angélica Mota estava na festa com a mãe, Lúcia Mota e o pai, Sandro Romildo. O professor de inglês estava envolvido na solenidade de formatura quando a mãe percebeu o desaparecimento de Beatriz.

Segundo uma pessoa que estava na festa e não quis se identificar, os pais começaram a procurar a menina por todos os lados. Desesperado, Sandro (pai) subiu no palco e começar a chamar a filha ao microfone. A banda parou de tocar e todos começaram a busca pela criança.

Beatriz com o pai Sandro
Beatriz com o pai Sandro

Minutos depois, o corpo da menina foi encontrado em uma sala que era usada para guardar material esportivo e ficava ao lado da quadra do colégio, onde acontecia a festa. Os ferimentos atingiram o tórax, além de outras partes dos membros superiores e inferiores. A criança ainda teve partes do corpo cortadas. Inicialmente, a polícia não encontrou sinais de violência sexual. A faca utilizada no crime estava cravada na região do abdômen da criança.

Colégio Auxiliadora3

A delegada responsável pelo caso, Sara Machado, informou que as investigações começaram ontem mesmo, mas que ainda não há suspeitos para o crime. Inclusive, alertou que algumas fotos que estão circulando nas redes sociais como sendo de possíveis suspeitos não são verdadeiras.

A delegada pediu as imagens de câmeras de segurança do colégio, de estabelecimentos comerciais próximos ao colégio e da equipe contratada para fazer a filmagem da festa de formatura. Até o momento, nenhum representante do colégio quis comentar o acontecido.

Os pais de Beatriz moram na cidade de Juazeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here